Páginas

terça-feira, agosto 22, 2017

Calidez

A suavidade de Bach ao cravo acalenta minha alma. Deitado em minha cama, notebook entre as pernas, observo meu quarto. As bonequinhas de Nina estão todas no chão. Penso na dor da falta, no sentido da vida, saudades. 

A todos que esperam, que o esperar não seja eterno. 

Poderia ser cálido?